Notícias

 

Povos Indígenas: Bem Viver e Cultura de paz

   

  

 

No dia 4 de maio a Cátedra UNESCO de Juventude, Educação e Sociedade da UCB, em parceria com o Centro Interescolar de Línguas de Taguatinga – CILT, realizou a 5ª edição do Projeto: Encontro com Juventudes. Foram realizadas 8 oficinas com mais de 100 estudantes do CILT, com o objetivo de fazer uma aproximação dos povos indígenas, conhecendo as culturas e diversidades desses povos, reconhecendo a sua importância na construção do Brasil e seus saberes como conhecimentos a serem aprendidos e valorizados para uma sociedade sustentável. O Bem Viver, filosofia que conduz e inspira o modo de viver dos povos Guaranis, foi o centro das reflexões, vem da palavra Tekoa e significa: Lugar bom de viver. Bem Viver, tem quatro fundamentos: Natureza, Respeito aos ancestrais, diversidade e inclusão profunda. Os estudantes discutiram como esses fundamentos podem nos ajudar a construir em nossos territórios uma cultura de paz.

O encontro contou com a presença do índio, da etnia Guarani, o jovem Yan, que é estudante de geografia da UnB. Yan falou da importância de seu povo e de todos os povos indígenas, bem como das suas lutas pelos seus direitos, que estão ainda mais ameaçados nesse momento histórico e, que se desejamos ter um mundo e uma sociedade melhor, é fundamental revisitar e fortalecer as práticas que equilibram as forças e relações físicas e espirituais.

As oficinas contaram com uma equipe de facilitadores/as composta por educadoras do CILT e estudantes graduandos de diferentes cursos da Universidade Católica de Brasília.

Pela Cátedra UNESCO de Juventude, Educação e Sociedade, acompanham o projeto, a professora Vanildes Gonçalves dos Santos e o professor José Ivaldo Araújo Lucena.

O próximo encontro acontecerá no segundo semestre de 2019.

 

 

 
   
 
 
 
     
         
Catedra utiliza Wordpress - Criado por fullDesign